revista puc minas

Medicina Veterinária Fazenda modelo

1
Márcia Maria de Melo, aluna do Curso de Medicina Veterinária, integrante do Geaan Leite, destaca as pesquisas desenvolvidas na Fazenda Experimental em Esmeraldas

Fazendas experimentais aliam pesquisa e tecnologia à prática agropecuária

“Desde pequena, minha família ia para a roça a passeio. Lá em Pequi, eu ajudava a cuidar dos cavalos e tirava o leite da vaca. Fui, aos poucos, me apaixonando pelo campo, até que decidi que era com isto de que eu gostaria de trabalhar. Quando cheguei à PUC Minas, logo no primeiro período, e conheci a Fazenda Experimental, tive a certeza de que aqui era o meu lugar”, conta a aluna Márcia Maria de Melo, do Curso de Medicina Veterinária.

Localizadas na cidade de Esmeraldas, a 37 quilômetros de Belo Horizonte, e em Poços de Caldas, as Fazendas Experimentais PUC Minas destacam-se entre as instituições nacionais de referência no ensino da Medicina Veterinária, incorporando inovações tecnológicas aplicadas à prática agropecuária.

Atendendo aos cursos do Campus Betim e Unidade Praça da Liberdade, a Fazenda Experimental de Esmeraldas conta com 120 bovinos, considerando animais do sistema de produção e animais destinados às aulas práticas; e 40 equinos, todos destinados às aulas práticas. Realizam aulas práticas no local os cursos de graduação em Medicina Veterinária, Geografia e Ciências Biológicas. Além disso, alunos do 4º ano do Colégio Santa Maria e algumas instituições técnicas do ensino agropecuário utilizam a estrutura da Fazenda Experimental.

Ao longo do ano, mais de 2,5 mil alunos realizam atividades de formação no local, que se firmou como um dos pilares do Curso de Medicina Veterinária, fomentando e integrando a pesquisa, ensino e extensão. Para a aluna Márcia, integrante do Geaan Leite, um grupo de estudos sobre bovinocultura leiteira, engana-se quem pensa que a Fazenda Experimental é destinada apenas para atividades práticas. “A Fazenda é um espaço de práticas direcionadas à bovinocultura e agropecuária em geral, mas, também, de encontros e cursos teóricos, além de muita pesquisa. Levar a teoria para lá, tirando-a das salas de aula convencionais, também é um diferencial e estimula o aprendizado”, ressalta. A Fazenda Experimental também busca efetivar parcerias com empresas, com o intuito de gerar conhecimento tanto para os graduandos como para os profissionais de campo.

Por ano, as atividades desenvolvidas na fazenda totalizam mais de 40 mil horas de estágio. “Esta capacitação faz o diferencial dos nossos egressos no mercado de trabalho, projetando-os em posição de destaque mediante profissionais de outras Universidades”, afirma o professor Rogério Carvalho de Souza.

Este foi o caso do ex-aluno Thiago Muniz, que está no mercado de trabalho há oito anos. “As aulas realizadas na Fazenda permitem o aprendizado de práticas que saem da via comum e que nos projetam para encarar desafios mais complexos dentro da veterinária”, conta Thiago. O ex-aluno destaca, ainda, que o mercado também enxerga este diferencial. “Quando o mercado observa os candidatos para contratação, os alunos PUC Minas sobressaem frente a outros. E, em grande parte, este destaque se dá pela experiência na Fazenda, principalmente para os que querem seguir na área da bovinocultura”, conclui.

Destaque na produção de leite

Desde o ano de 2010, a Fazenda Experimental em Esmeraldas desenvolve pesquisas nas áreas de clínica médica, genética, qualidade do leite, de nutrição animal, entre outras. Hoje, o resultado é a produção diária de leite acima da média nacional. São 40 vacas em lactação que formam o rebanho leiteiro da fazenda, produzindo uma média diária de 30 kg a 35 kg de leite por animal. “Normalmente, uma vaca produz em média cinco a 15 kg de leite por dia no Brasil. Em cinco anos, a meta da Fazenda é chegar, em média, a 42 kg de leite diariamente. Estes números são resultado da estrutura física e técnica de excelência, marcas da PUC Minas”, afirma o professor Rogério Carvalho de Souza, coordenador da Fazenda Experimental da Universidade.

Além da alta produtividade, o leite produzido na Fazenda Experimental apresenta hoje uma altíssima qualidade e recebe 100% de bônus pela indústria.

Plantel diversificado em Poços de Caldas

2
A aluna Bruna de Souza Gouvêa Rossi na ovinocultura da Fazenda Experimental, que tem hoje um rebanho com 20 matrizes e sistema de pastagem rotacionado

Desde 2011, os alunos do Campus Poços de Caldas também contam com um espaço que permite que as disciplinas teóricas sejam também ministradas na prática. A Fazenda Experimental pertencente ao Campus fica a 15 km da Universidade e conta com uma área de mais de 37 hectares. “A aquisição do espaço possibilita que os alunos exerçam, com a supervisão dos docentes, atividades práticas inerentes às diversas áreas do conhecimento, contribuindo para uma sólida formação acadêmica e tornando-se diferencial do Curso de Medicina Veterinária”, afirma a coordenadora da Fazenda, professora Andréa Rentz Ribeiro.

A propriedade é utilizada em período integral, e, atualmente, possui 46 cabeças de bovinos, sendo 42 de corte da raça Nelore e quatro da raça Gir Leiteiro. Além dos bovinos, a propriedade possui também um plantel composto por 15 equinos e 48 ovinos.

Para a aluna Bruna de Souza Gouvêa Rossi, do Curso de Medicina Veterinária, a experiência adquirida com as aulas práticas no espaço é fundamental. “Não conseguiríamos sem a Fazenda aperfeiçoar o que é visto em sala de aula. Na prática, os ensinamentos que absorvemos são enriquecedores para nossa vida acadêmica, além de podermos exercer monitoria de disciplinas e desenvolver projetos científicos”, ressalta.

 

Estruturas de ponta

Esmeraldas

  • Ordenha mecânica com seis conjuntos: um sistema cujo objetivo é retirar o máximo de leite possível, sem, entretanto, prejudicar as glândulas mamárias;
  • Tanque de resfriamento do leite com capacidade para 3.050 litros;
  • Vagão misturador com balança digital: um equipamento mecânico de alimentação animal;
  • Carretilha distribuidora de corretivos de solo e fertilizantes: equipamentos de última geração para preparação e adubação do solo de plantio de milho e sorgo;
  • Fábrica de ração;
  • Free Stall: galpão para alojamento de animais em produção leiteira;
  • Estrutura de cria e recria, para bezerras e novilhas;
  • Laboratórios.
Poços de Caldas

  • Manejo de rotação de pastagens de ovinos;
  • Seringa projetada para condução dos animais;
  • Tronco de contenção de equinos e bovinos;
  • Realização de controle parasitológico pelo método Famacha e OPG;
  • Fábrica de ração;
  • Estrutura para cria e recria dos bovinos de corte;
  • Laboratórios.
Texto
Cloe Massa e Lorena Scafutto
Fotos
1Raphael Calixto
2Elisa Erino
Compartilhe
Fale Conosco
+Mais