revista puc minas

Educação a distância Formação para professores de psicologia

Licenciatura capacita graduados na área para lecionarem em cursos profissionalizantes e técnicos

De acordo com a última pesquisa realizada pela empresa de consultoria MeanpowerGroup, de 2015, os cargos técnicos são os postos de trabalho que as empresas possuem mais dificuldade de preencher atualmente. No Brasil, 61% dos empregadores entrevistados relatam esse tipo de dificuldade em virtude da escassez de profissionais. Esse número é superior à média mundial de 38%.

Atenta a essa necessidade do mercado e cumprindo o disposto no Artigo 13 das Diretrizes Curriculares Nacionais do Ministério da Educação (MEC), a Faculdade de Psicologia da PUC Minas, por meio da PUC Minas Virtual, oferta, desde 2013, o Curso de Licenciatura em Formação para Professores de Psicologia. Destinado a graduados na área, “o objetivo do curso é formar profissionais para atuarem na construção de políticas públicas de educação em escolas de nível básico e médio, em contextos de educação informal e para lecionarem disciplinas relacionadas à psicologia em cursos profissionalizantes e técnicos ofertados por instituições especializadas”, explica a professora Maria Cristina Andrade, assessora pedagógica para a licenciatura, da Faculdade de Psicologia da PUC Minas.

Entre os cursos profissionalizantes nos quais o licenciado em Psicologia pela PUC Minas Virtual pode atuar, destacam-se, como os mais promissores, os cursos de formação técnica em Enfermagem e em cuidadores de idosos. Isso porque, de acordo com dados do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), nos próximos 20 anos a população nessa faixa etária continuará crescendo. Com o aumento da longevidade do brasileiro, aumenta também a necessidade de enfermeiros e cuidadores qualificados.

 

Área de atuação

Entre as diversas possibilidades de atuação do profissional formado no Curso de Licenciatura em Formação de Professores de Psicologia da PUC Minas Virtual, destacam-se:

  1. Professor de cursos profissionalizantes
  2. Orientador psicopedagógico de professores
  3. Educador/orientador em ambientes de educação informal

Atendimento especializado

Cumprindo a determinação do governo do Estado da Bahia, de que, até dezembro de 2016, todos os professores da rede estadual concluíssem uma licenciatura para terem acesso à progressão de carreira, e atenta à demanda do mercado, a professora e psicóloga Rosa Maria Silva dos Santos começou a buscar, na internet, uma universidade que oferecesse um curso a distância que se encaixasse nos seus objetivos profissionais e encontrou o Curso de Licenciatura em Formação para Professores de Psicologia. “A opção pela modalidade a distância se deu pelo fato de as instituições de ensino superior do meu Estado não ofertarem o curso na área de Psicologia. Além disso, trabalho 60 horas por semana, e, para os profissionais com demandas não somente trabalhistas, o curso em EaD é o mais conveniente, já que nos possibilita otimizar o horário e a agenda. Optei pela PUC Minas pela seriedade, compromisso da equipe técnica e competência dos profissionais. O corpo docente é muito qualificado”, afirma Rosa.

Após o término da licenciatura, Rosa ingressou como profissional no Colégio Estadual Raphael Serravalle, instituição onde realizou os estágios I e II do curso e que é tida como referência em Salvador no atendimento ao aluno especial. Em sua rotina de trabalho na escola, a psicóloga atua no assessoramento psicopedagógico aos professores que prestam atendimento especializado e complementar ao atendimento escolar para jovens do ensino fundamental II e ensino médio, que apresentam necessidades educacionais especiais, uma das muitas formas de atuação do profissional licenciado pelo curso da PUC Minas.

Segundo ela, a finalidade desse trabalho é orientar o professor e apresentar a ele instrumentos que possam auxiliar no trabalho das necessidades desse aluno, sempre levando em conta as dimensões sociais, políticas, econômicas, culturais e psicológicas do sujeito em questão. Trata-se, também, de um trabalho de formação, na medida em que envolve a preparação do profissional para lidar com as diversas situações e desafios da área.

De acordo com Rosa, seu trabalho não fica restrito a esta atividade. “Minha atuação é na escola como um todo, colaborando para a compreensão e para a mudança do comportamento de educadores e educandos, no processo de ensino-aprendizagem, nas relações interpessoais e nos processos intrapessoais, entendendo sempre as pessoas em suas múltiplas dimensões. Sem dúvida, profissionais que atuam cuidando de pessoas precisam passar por uma formação que lhes forneça background para isso. Cuidar e orientar pessoas é algo muito sério e precisa ser feito com muito conhecimento e responsabilidade”, afirma.

Capacitação diferenciada

Foto-1-5
Andressa e o avô, Geraldo: desafio foi encontrar um bom cuidador

A jornalista Andressa Moreira viu de perto a dificuldade em encontrar um bom profissional quando seu avô, em decorrência de uma queda, quebrou o fêmur aos 84 anos. “O maior desafio para toda a família foi garantir que ele passasse por esse período de dois anos de recuperação da forma mais suave possível”, conta.

Esse não é um caso isolado. Cresce, em todo o país, a demanda por profissionais com formação técnica capacitados a cuidar e orientar pessoas em diversas faixas etárias, contextos e estados de saúde. Para a professora Maria Cristina, “o que vai fazer a diferença no mercado é o tipo de formação que cada profissional tem. É importante que eles tenham uma formação específica que entenda o ser humano em seus aspectos físicos e psicológicos”, pontua a professora.

O profissional que concluir o curso de licenciatura em formação para professores de psicologia, da PUC Minas Virtual, estará preparado para atuar em uma sociedade composta por arranjos sociais e culturais cada vez mais variados e dinâmicos, de acordo com a professora Júnia Lage, da coordenação de Graduação da PUC Minas Virtual. “É fundamental que esse professor seja capacitado e possua instrumental capaz de guiar seus alunos no sentido de desenvolver competências conectadas com as demandas da sociedade contemporânea”, afirma.

 

Texto
Rennan Antunes
Foto
Teuller Morais
Compartilhe
Fale Conosco
+Mais