revista puc minas
foto-1-alto-2 1

O pioneirismo da Faculdade de Psicologia há 60 anos

Criado em março de 1959, o então Instituto de Psicologia Aplicada da Universidade Católica de Minas Gerais foi pioneiro no ensino da área, pois sediou o primeiro Curso de Psicologia em Minas Gerais e o quarto no Brasil. No momento inaugural, o Instituto aprovou dez candidatos no concurso de habilitação, dos quais sete concluíram o curso. Ao ser criado, instalou-se junto à Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Santa Maria, no chamado Palacete Dantas (foto), na Praça da Liberdade.

O Curso de Psicologia da UCMG foi reconhecido em dezembro de 1967, transferindo-se, três anos depois, como unidade autônoma, para o Campus Coração Eucarístico. Em 1999, o curso se expande, com o seu estabelecimento na PUC Minas Betim. Em 2000, é fundado no São Gabriel, em 2003, nos campi Poços de Caldas e Arcos e em 2018 na Unidade Praça da Liberdade.

Desde a década de 1970, responsabilizando-se pela coordenação de cursos na área, o Instituto participou ativamente das atividades do Programa de Especialização de Professores do Ensino Superior (Prepes). Essa experiência proporcionou-lhe condições para sua inserção na área da pós-graduação stricto sensu, que se expressa na abertura, em 2003, do mestrado.

O doutorado foi criado em 2009.

 

foto-2-462
Prédio 44 do Campus Coração Eucarístico onde, desde 2002, funciona a Clínica de Psicologia, existente há quase 40 anos
foto-3-273
O professor Pedro Parafita de Bessa foi o primeiro diretor do Instituto de Psicologia Aplicada da UCMG
Conteúdo sob a responsabilidade do professor Caio Boschi, diretor do Centro de Memória e de Pesquisa Histórica da PUC Minas. Além de viabilizar o aprofundamento da pesquisa histórica, entre outras atividades, o Centro acumula um significativo acervo sobre a memória da Universidade.
Fotos
1Marcelo Palhares Santiago/ ARQBH
2Acervo do Centro de Memória e Pesquisa Histórica
3Reprodução/Boletim UFMG
Compartilhe
Fale Conosco
+Mais