revista puc minas

Pós-graduação Referência em educação continuada

Recém-formada pela Universidade, a arquiteta Íris Brito Reis cursa a especialização em Engenharia de Estruturas no IEC PUC Minas para aumentar a empregabilidade

O IEC PUC Minas ampliou sua oferta e já transformou a vida de mais de 50 mil profissionais

Foi de olho no futuro que a arquiteta Iris Brito Reis, 23 anos, começou a cursar a especialização em Engenharia de Estruturas no Instituto de Educação Continuada da PUC Minas (IEC). Ela, que é recém-formada pela Universidade, decidiu aprimorar os conhecimentos adquiridos durante a graduação e se preparar para atuar na análise e no dimensionamento estrutural de projetos e grandes construções, uma das áreas na qual deseja atuar. “Não pretendo parar de estudar tão cedo. Escolhi a pós-graduação para ampliar meus conhecimentos de arquiteta, melhorando a minha empregabilidade. Vou direto ao ponto da área que pretendo atuar para dominar todos os processos de uma obra”, conta. Iris, que é formada pela Universidade, veio do interior de Minas Gerais para cursar a graduação e agora investe na continuidade dos estudos.

Para o professor Miguel Alonso de Gouvêa Valle, diretor do IEC PUC Minas, buscar aprimoramento profissional faz parte da realidade de muitos graduados. “A sociedade já considera a educação continuada como uma etapa fundamental para os profissionais que buscam destaque em suas áreas de atuação. A grande importância dos mecanismos de educação continuada se justifica quando pensamos que o aprendizado de um profissional é contínuo ao longo da vida. Esperamos conseguir trazer para nossos alunos a possibilidade de olhar de forma diferente para a sua área de atuação”, afirma.

Atualmente, são mais de 400 cursos em andamento e mais de sete mil alunos em 13 unidades. No IEC, que sempre esteve na dianteira da educação continuada em Minas Gerais, já se formaram cerca de 50 mil especialistas. “Olhando para o futuro, nossos desafios continuam. Estamos buscando a adequação de nossos cursos à realidade cada vez mais dinâmica em muitas áreas do conhecimento, o que tem justificado a contínua atualização de nossos projetos pedagógicos”, completa o professor.

A especialização na perspectiva da trajetória acadêmica proporciona a reorientação das carreiras nas mais diversas áreas do conhecimento. Mariane Gandra de Souza, formada pela PUC Minas em Enfermagem, buscou a pós-graduação para melhorar sua prática profissional e condições de trabalho. Hoje, ela atua como enfermeira de UTI em um hospital particular. “Tinha cinco anos de experiência na área quando decidi pela pós-graduação. Fez toda a diferença pela qualidade do ensino, pela dedicação dos professores e pelos workshops oferecidos. O mercado vem nos exigindo cada vez mais e a instituição em que trabalho também exigiu no momento da admissão que eu me especializasse”, afirma. Enquanto foi aluna da pós-graduação, aprendeu muitas técnicas e teorias que aplica na sua rotina de trabalho. “Os assuntos sempre foram detalhados em profundidade durante as aulas. Aproveitei muito de cada uma das disciplinas”, relata.

Teoria e Prática

Gustavo Greco, que atua na área de design, apostou na educação continuada tanto como aluno quanto professor

À frente da Greco Design, uma das mais respeitadas empresas de criação do país, Gustavo Greco tem na associação entre teoria e prática o reflexo de sua passagem pela especialização no IEC PUC Minas. Ele foi aluno da pós-graduação e atualmente é professor da educação continuada. “Senti falta de uma especialização quando comecei a atuar na área de design. Sempre fui muito aplicado em questões acadêmicas e procuro sempre ter embasamento teórico para tudo o que apresento. A intuição nunca deve ser deixada de lado para quem trabalha com criação, mas deve estar aliada ao referencial teórico”, defende.

O professor José Albino, que atua no IEC PUC Minas há mais de 15 anos, considera que um dos grandes desafios da pós-graduação é tornar o conhecimento tangível para o aluno desde o início do aprendizado. O professor, que está à frente de cursos na área de Gestão, Negócios e Marketing, explica que o processo de implementação de uma especialização lato sensu exige um coordenador próximo de seus alunos e que saiba fazer um projeto de curso e disciplinas que, interligadas, permitam ao estudante tirar uma ideia da cabeça e colocá-la em execução. “Nosso objetivo é entregar teorias de alto conteúdo e relevância contemporânea de forma aplicável para o aluno. O IEC faz isso porque a maior parte dos nossos professores tem uma bagagem acadêmica de altíssimo nível e uma grande experiência de mercado”, afirma.

Qualidade e reconhecimento

O trabalho ao longo dos anos trouxe como consequência o reconhecimento pela sociedade da qualidade e tradição da educação continuada da PUC Minas. Marly Nogueira, aluna da pós-graduação em Psicologia Jurídica, é um exemplo de quem aposta nesta credibilidade. Ela viaja da cidade de Sinop, no Mato Grosso, para as aulas do curso que acontecem duas vezes por mês. “Procurei por uma instituição de referência no país, que fosse valorizar o meu currículo. Quando vi que a PUC Minas oferecia essa pós-graduação, sacrifiquei alguns compromissos e gastos, a fim de me aperfeiçoar”, diz.

O investimento da PUC Minas em educação continuada começou, em 1974, com o Prepes. Foi um programa de pós-graduação lato sensu oferecido no formato modular, com aulas concentradas nos meses de janeiro e julho. Em 1995, foi criado o Instituto de Educação Continuada (IEC), que, desde 2008, passou a reunir todas as ofertas presenciais do lato sensu. “O desafio do IEC sempre foi antecipar demandas da sociedade”, relembra o professor José Marcio de Castro, primeiro diretor à frente do IEC PUC Minas. O professor recorda o rápido crescimento da pós-graduação e a importância da educação na vida das pessoas “O bem mais importante na atualidade é o conhecimento. É um recurso que quanto mais utilizamos, mais ele se renova”, completa.

O compromisso em inovar e responder às demandas do mercado continua e a expansão do IEC traduz a missão da Universidade de atender a sociedade no que se refere à educação continuada de qualidade. Hoje, fazem parte do portfólio do IEC PUC Minas os cursos de pós-graduação lato sensu (especialização e master), os cursos de pós-MBA, cursos específicos para a formação de professores, cursos de aperfeiçoamento, in company (sob medida para as empresas), e a mais recente aposta da Universidade, a oferta das disciplinas isoladas da pós-graduação lato sensu.

Cristiano Lopes Carvalhaes, assessor administrativo e financeiro do IEC, explica o cuidado na hora de escolher um curso a ser ofertado. “Estudamos o perfil da unidade, a área de atuação e o mercado. Os cursos são pensados de acordo com o perfil do ingressante. O recém-formado, por exemplo, cada vez mais faz parte do alunado da pós-graduação”, explica. Ele, que atua no IEC há mais de 20 anos e começou como apoio acadêmico na Secretaria, comemora o crescimento da educação continuada. “A PUC Minas reúne uma equipe diferenciada de docentes em cursos com qualidade percebida pela sociedade, o que justifica nosso crescimento. Nosso próximo passo é chegar a Montes Claros e Muriaé, a partir de 2019, oferecendo a qualidade e a tradição da PUC Minas também para os estudantes do Norte e Sudoeste de Minas Gerais”, completa.

 

CURSOS OFERTADOS

199927
200361
2008194
2013317
2018550
Texto
Felipe Caixeta
Fotos
Raphael Calixto
Compartilhe
Fale Conosco
+Mais