revista puc minas

Comunidade Um novo ambiente para novas possibilidades

IMG_0854
As irmãs Brenda e Bruna frequentam oficinas de balé no Espaço Criança Esperança

Espaço Criança Esperança de Belo Horizonte amplia número de vagas

Renovação e esperança. Essas são as definições dadas pelas irmãs Bruna Rodrigues e Brenda Lopes à nova sede do Espaço Criança Esperança de Belo Horizonte (ECE-BH), projeto desenvolvido no Aglomerado da Serra, na capital mineira. As meninas, atualmente alunas do Balé Brasil, já participaram de diversas outras oficinas como hip-hop, informática, natação, novas mídias e por aí vai.

IMG_0777

“Nosso projeto é de educação para valores e, com esse novo espaço, vamos conseguir ampliar nossa atuação”

Professor Leonardo Coelho, coordenador geral do projeto Espaço Criança Esperança de BH

Transformar vidas é o objetivo do ECE-BH, uma parceria entre a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), TV Globo Minas, PUC Minas e Prefeitura de Belo Horizonte, criado em 2003. Com a nova sede, de 1.876,42 m² de área construída, o ECE-BH abriu 400 novas vagas nas diversas oficinas oferecidas. Para o professor Leonardo Coelho, coordenador geral do projeto Espaço Criança Esperança de Belo Horizonte, a qualidade das atividades desenvolvidas no local será maior, contribuindo ainda mais para o desenvolvimento das famílias e para a transformação social do Aglomerado da Serra. “Nosso projeto é de educação para valores e, com esse novo espaço, vamos conseguir ampliar nossa atuação”, comemora.

Brenda, 17 anos, sente-se em casa no ECE-BH, do qual participa há oito anos. Com firmeza, declara que a nova sede é a possibilidade de acreditar que muitas outras vidas serão transformadas, assim como a dela. “Não considero o ECE-BH como um projeto social, mas como a minha casa. Você muda muito depois que participa. Eu era muito tímida e agora estou mais solta.” Tão solta que, em março deste ano, ganhou a confiança dos avaliadores na audição para novatos do Grupo Sarandeiros, fundado em 1980. Hoje, Brenda é membro oficial do grupo folclórico. Sua irmã Bruna, de 14 anos, também afirma que o Espaço Criança Esperança abriu novas possibilidades. Ela, modelo e atriz, participou da gravação do último capítulo de uma novela da Rede Globo e não tem dúvidas em afirmar que a oficina de teatro, que já participou no ECE-BH, foi essencial para conseguir a aprovação. “As oficinas me ajudaram muito, porque já sabia o que fazer”, garante.

Para Brenda, o ECE-BH não mudou a vida apenas dela e de sua irmã, mas da família inteira. Ela não imaginava que poderiam ter as oportunidades que tiveram. “E não só para mim, mas para os meus pais também. Eles nunca imaginaram em entrar em um teatro”, comemora.

O projeto da nova sede do ECE-BH é do arquiteto Tomás Anastasia e a construção é uma parceria entre Codeme Engenharia S.A., MRV Engenharia e Sindicato da Indústria da Construção Pesada no Estado de Minas Gerais (Sicepot MG).

Um diferencial da nova sede do ECE- BH é a quadra coberta, projetada para valorizar a ventilação e iluminação naturais. O prédio principal possui quatro pavimentos com salas maiores e mais confortáveis, que passaram a abrigar as oficinas de dança, de música, artes e cultura digital, auditório e biblioteca. “A nova sede é a realização de um sonho coletivo. Foram anos sonhando com um lugar melhor, que proporcionasse mais conforto às crianças e adolescentes, um lugar apropriado para as atividades”, afirma o professor Leonardo. O espaço também conta com um prédio no interior para a equipe da PUC Minas, responsável pela gestão e pela coordenação pedagógica de cursos e oficinas do Criança Esperança, e para atendimento psicossocial.

Alfabetização de jovens, adultos e idosos

O Espaço Criança Esperança também oferece oficinas de alfabetização de jovens, adultos e idosos, além de atividades de hidroginástica para adultos de até 70 anos. O local também é cedido para grupos organizados de dança, esporte, cultura e arte do Aglomerado da Serra no turno da noite.

Para Dom Walmor Oliveira de Azevedo, arcebispo metropolitano de Belo Horizonte e grão-chanceler da PUC Minas, a localização do ECE-BH é fundamental, pois está onde as pessoas mais precisam. “Participarmos desse projeto significa realizar de uma maneira ainda mais efetiva a missão da PUC Minas. Além de sua grande importância por sua qualidade e pelo serviço que presta à ciência, é também um grande instrumento de promoção social”, celebra Dom Walmor.

Além da promoção social, a parceria para realização do Espaço Criança Esperança de Belo Horizonte também vai ao encontro da convergência de políticas públicas de educação, cultura, esporte e lazer, levando esperança aos moradores e ampliando suas oportunidades. “É uma iniciativa exemplar, porque converge parcerias entre a PUC Minas, por meio da extensão universitária, de empresários, de pessoas de boa vontade, da Unesco e da TV Globo Minas”, justifica o deputado André Quintão, secretário de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social.

Qualificação profissional

As irmãs Bruna e Brenda acreditam que a nova sede propiciará novas possibilidades aos participantes do projeto. E elas estão certas. Uma grande novidade é a parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e com o Serviço Social da Indústria (Sesi), que incentivará a inserção dos jovens no mercado de trabalho. “Temos uma demanda das empresas muito grande por mão de obra qualificada. A parceria com o Criança Esperança em Belo Horizonte vai nos permitir chegar até os jovens. É o casamento perfeito”, explica Edmar Fernando de Alcântara, gerente de educação profissional do Senai. De acordo com Leonardo, o projeto passa a ser mais assertivo, pois fechará um ciclo importante com a formação profissional dos participantes, que muitas vezes entram para o projeto ainda crianças.

Iniciado em setembro deste ano, a partir da parceria Sesi Senai, o curso profissionalizante de padeiro para os jovens do ECE-BH ofereceu 50 bolsas de estudo para os alunos, e aqueles que cumprirem as atividades do curso serão encaminhados para empregos fixos. “Essas parcerias fazem a diferença. Contribuem para uma transformação relevante nessa comunidade”, comemora Marcelo Matte, diretor regional da TV Globo Minas. “Quando iniciamos o projeto no Aglomerado da Serra, firmamos um convênio com a PUC Minas. Já foram realizados mais de 12 mil atendimentos, sempre sob a coordenação da Universidade”, conclui.

 

Oficinas do Espaço Criança Esperança de BH

  • Para participar das oficinas, que atendem crianças e adolescentes de 7 a 18 anos, é preciso ficar atento ao período de inscrições, no início de cada semestre. É preciso levar os documentos de identidade e CPF, comprovante de endereço e comparecer ao ECE-BH acompanhado de um responsável. Veja as opções:
  • Balé
  • Balé Brasil
  • Danças Urbanas
  • Natação
  • Lutas
  • Música
  • Futsal
  • Ginástica
  • Hidroginástica
  • Teatro e Circo
  • Informática
  • Esporte Educacional
  • Arte divertida
  • Grafite e Arte Urbana
  • Cursos Profissionalizantes (processo administrativo e panificação)
  • Inglês
  • EJA (Educação de Jovens e Adultos)
Texto
Bruna Santos
Fotos
Marcos Figueiredo
Compartilhe
Fale Conosco
+Mais