revista puc minas

Extensão Universidade aberta para a maturidade

foto-1-58
Aurélio dos Reis, com outros participantes do projeto, em uma das aulas ministradas no Campus Poços de Caldas

Programa promove ações educativas, integrando idosos e comunidade acadêmica

Aurélio Tomaz Schultz dos Reis tem 63 anos e se esforça em manter a própria qualidade de vida por meio de exercícios físicos semanais junto a um grupo da terceira idade, em atividade promovida por um hospital da cidade. Com o desejo de novas experiências e conhecimento, ele se tornou um dos participantes do curso Universidade Aberta para a Maioridade – Vivendo com qualidade, promovido pela Coordenação de Extensão do Campus Poços de Caldas. “Há muito tempo eu não entrava em uma faculdade. Aprendemos, fizemos amizade, cantamos, tocamos violão. É uma experiência muito gratificante e eu trago isso para a vida, para o dia a dia”, conta.

O programa pretende promover ações educativas, além de integrar indivíduos da comunidade, na idade madura, à Universidade. É uma forma de inserção social e acadêmica, colaborando para o bem-estar e a possibilidade de atualização do conhecimento contínuo.

O curso oferecido semestralmente para 50 alunos a partir dos 50 anos tem carga horária de 90 horas/aula e acontece duas vezes por semana no período da tarde. As aulas são ministradas por professores de todos os cursos do Campus e abrangem didática de ensino, com temas específicos de cada área que ajudam na rotina dos participantes. Diversos assuntos foram tema do curso iniciado no segundo semestre de 2018, como ergonomia nas tarefas domésticas; oficina de fotografia e memória; limpeza doméstica e segurança alimentar; os alimentos na promoção de saúde; recuperação de móveis antigos; primeiros socorros domésticos e excel nas finanças domésticas, entre outros.

A ideia do projeto é antiga e passava por avaliação e amadurecimento pela Pró-Reitoria do Campus, até que entenderam ser o momento de possibilitar uma oportunidade de inserção de pessoas da chamada melhor idade na Universidade, de forma que por um semestre inteiro pudessem fazer parte da rotina da comunidade acadêmica. “Consolidamos a filosofia de extensão da PUC Minas que colabora com a liberdade, igualdade e justiça social. O conhecimento abre janelas e ganha o mundo e é com essa oportunidade que afirmamos e valorizamos nosso compromisso com a sociedade em que vivemos”, afirma a coordenadora de Extensão, professora Teresa Cristina Alvisi.

Cristina Pagin é auxiliar administrativo no Campus e fez questão de participar do curso. A funcionária, que tem 66 anos e não gosta de ficar parada, aprovou a iniciativa da Universidade e pontuou sugestões para os próximos cursos. “Seria interessante promover um intercâmbio entre os alunos e os participantes do curso para uma troca de aprendizados, além da aplicação de uma avaliação para que pudéssemos sugerir melhorias e elogiar a proposta”, disse.

 

  • Mais informações pelo telefone (35) 3729 9246.

Texto
Cloe Massa
Foto
Juliana Senciano
Compartilhe
Fale Conosco
+Mais